Beber água alcalina não traz benefícios à saúde

Em uma escala de zero à 14, o pH é o marcador que indica se uma substância é ácida ou alcalina. O tema sobre água alcalina será abordado no VIII Congresso Brasileiro de Fisiologia Hormonal e Longevidade, mas endocrinologistas consultados discordam sobre o benefício dessa alcalinidade.

A endocrinologista Andressa Heimbecher, integrante da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia, discorda que a água poderá trazer algum benefício ao corpo. Ela explica que, se o sangue ficar ácido, o corpo torna-se susceptível a infecções, sepse e acidose, mas que isso acontece somente quando alguém está com alguma doença que possa descompensar o pH do sangue, como a insulina descontrolada no diabetes. Em todos os outros casos, o corpo tem mecanismos para controlar esse pH e manter tudo dentro da normalidade.

“Não é porque se bebe mais água alcalina que o pH vai se equilibrar. O próprio rim faz essa função, de manter o sangue com o pH entre 7,3 e 7,4”, explica a médica.

A endocrinologista do Hospital Alemão Oswaldo Cruz, Tarrissa Petry, endossa a afirmação de Andressa. “Se a gente come muita coisa, seja ácida ou alcalina, o corpo vai regular o pH para o padrão normal do sangue, então não tem sentido a água alcalina prevenir tanta coisa”, comenta. “Além disso, se o pH da água for um pouco acima ou abaixo, o próprio organismo vai balancear”.

Um dos argumentos para beber água alcalina, segundo Tarissa, é que o modo de vida atual propiciaria o corpo a ficar ácido, como ingestão excessiva de café, alimentação errada e estresse. “É querer tapar o sol com a peneira. O certo é comer alimentos saudáveis e ter um bom estilo de vida”, recomenda.

Presidente da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia, Fadlo Fraige Filho afirma que não há estudos científicos sobre o benefício da água alcalina.

Para Fraige, que também é endocrinologista da Beneficência Portuguesa, a melhor água para consumo é a mineral, completamente natural, que não seja acrescida de bicarbonato de sódio ou outros minerais artificialmente. “Filtros de ozônio e outros [do gênero] são apenas por interesses comerciais”, alerta. No entanto, o médico reconhece que boa parte da população não tem poder aquisitivo para consumir água mineral de boa qualidade todos os dias.
Créditos:Elioenai Paes - iG São Paulo

Matéria Original.